quinta-feira, 23 de março de 2017

Reliquias de Santa Teresinha do Menino Jesus,

Exumação do seu corpo em 23 de março de 1925.
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.

Quinta-feira da 3ª Semana da Quaresma.

23/03 Quinta-feira  
Festa de Terceira Classe
Paramentos Roxos



Leitura da Epístola do livro do profeta

Jeremias  7,1-7

1 A palavra do Senhor foi nestes termos dirigida a Jeremias: 2 Vai à porta do templo do Senhor; lá pronunciarás este discurso: escutai a palavra do Senhor, vós todos, povos de Judá, que entrais por estas portas para vos prosternar diante dele. 3 Eis o que diz o Senhor dos exércitos, o Deus de Israel: reformai vosso procedimento e a maneira de agir, e eu vos deixarei morar neste lugar. 4 Não vos fieis em palavras enganadoras, semelhantes a estas: Templo do Senhor, templo do Senhor, aqui está o templo do Senhor. 5 Se reformardes vossos costumes e modos de proceder, se verdadeiramente praticardes a justiça; 6 se não oprimirdes o estrangeiro, o órfão, a viúva; se não espalhardes neste lugar o sangue inocente e não correrdes, para vossa desgraça, atrás dos deuses alheios, 7 então permitirei que permaneçais neste lugar, nesta terra que dei a vossos pais por todos os séculos. 

Sequência do Santo Evangelho 

São Lucas 4,38-44

38 Saindo Jesus da sinagoga, entrou na casa de Simão. A sogra de Simão estava com febre alta; e pediram-lhe por ela. 39 Inclinando-se sobre ela, ordenou ele à febre, e a febre deixou-a. Ela levantou-se imediatamente e pôs-se a servi-los. 40 Depois do pôr-do-sol, todos os que tinham enfermos de diversas moléstias lhos traziam. Impondo-lhes a mão, os sarava. 41 De muitos saíam os demônios, aos gritos, dizendo: Tu és o Filho de Deus. Mas ele repreendia-os severamente, não lhes permitindo falar, porque sabiam que ele era o Cristo. 42 Ao amanhecer, ele saiu e retirou-se para um lugar afastado. As multidões o procuravam e foram até onde ele estava e queriam detê-lo, para que não as deixasse. 43 Mas ele disse-lhes: É necessário que eu anuncie a boa nova do Reino de Deus também às outras cidades, pois essa é a minha missão. 44 E andava pregando nas sinagogas da Galiléia.
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
Façam penitência.

23 de março da de Santo Turibio, Bispo (Peru).


  A cidade de Lima, capital do Peru, na América do Sul, bem pode ser chamada a cidade dos santos na América Latina. No período de um século, Lima viu morrerem Santa Rosa de Lima, São Francisco Solano, São Martinho de Porres e, o santo que comemoramos hoje, São Turíbio de Mongrovejo.
  São Turíbio foi para Lima com 42 anos, como novo arcebispo, e por 25 anos dedicou-se incansavelmente ao apostolado no Peru e à luta pela justiça, com profunda piedade e espírito de penitência. Modelo de pastor e de verdadeiro benfeitor dos humildes e dos índios, reformador dos costumes e das instituições eclesiásticas, opunha-se energicamente aos desmandos do poder civil e dos colonizadores espanhóis.
  Turíbio Alfonso de Mongrovejo nasceu na cidade de Majorca de Campos, Leon, na Espanha, em 1538, numa família nobre e rica, vivendo uma vida normal até os quarenta anos. Era protegido de um tio cônego, estudou em Valadolid, Salamanca e Santiago de Compostela, licenciado em direito e preparava o doutorado em Oviedo. Sua vida era pautada pela honestidade e lisura, mas, jamais poderia suspeitar que Deus o chamaria para um grande ministério.
  Gozando da simpatia do rei Filipe II, foi nomeado presidente do tribunal da Inquisição em Granada, mesmo sendo leigo. Em seguida, visando uma solução adequada aos problemas que agitavam o Peru, o rei apresentou sua candidatura a arcebispo de Lima. Nomeado pelo Papa Gregório XIII, recebeu as ordens sagradas até ao episcopado e partiu para a América. urgiu a partir daí um dos maiores apóstolos da história da Igreja.
  A pé ou a cavalo, percorreu em condições bem precárias, mais de quarenta mil quilômetros, visitando várias vezes sua enorme diocese, chegando aos lugarejos mais distantes, enfrentando desde as neves perpétuas dos Andes, até os desertos tórridos do lado do Pacífico, organizando paróquias e reunindo sínodos para tratar dos problemas eclesiásticos, segundo as normas do recente Concílio de Trento. Na aplicação da reforma do Concílio de Trento teve de enfrentar por vezes os vice-reis, o Conselho das Índias e o próprio rei.
  Tinha especial preocupação com a condição espiritual e econômica dos indígenas, explorados e maltratados por muitos colonizadores. Defendeu os oprimidos contra a crueldade e falta de escrúpulos dos brancos. Bondoso, e caridoso, sabia responder com suavidade e beneficência à rudeza dos índios, magoados com os brancos e, conseguiu atrair muitos deles para a Igreja.


  Morreu longe de Lima, em visita pastoral. Tendo adoecido gravemente, deu tudo o que tinha aos pobres, falecendo no dia 23 de março de 1606, com 68 anos de idade. Foi beatificado em 1679 e canonizado em 1726 pelo Papa Bento XIII, que o declarou "Apóstolo e Padroeiro do Peru".

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
Façam penitência.

quarta-feira, 22 de março de 2017

Quarta-feira da 3ª Semana da Quaresma .

   22/03 Quarta-feira 
Festa de Terceira Classe 
Paramentos Roxos


Leitura da Epístola do livro do 

Êxodo 20, 12-24
12 Honra teu pai e tua mãe, para que teus dias se prolonguem sobre a terra que te dá o Senhor, teu Deus. 13 Não matarás. 14 Não cometerás adultério. 15 Não furtarás. 16 Não levantarás falso testemunho contra teu próximo. 17 Não cobiçarás a casa do teu próximo; não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem seu escravo, nem sua escrava, nem seu boi, nem seu jumento, nem nada do que lhe pertence.? 18 Diante dos trovões, das chamas, da voz da trombeta e do monte que fumegava, o povo tremia e conservava-se à distância. 19 E disseram a Moisés: ?Fala-nos tu mesmo, e te ouviremos; mas não nos fale Deus, para que não morramos.? 20 Moisés respondeu-lhes: ?Não temais, porque é para vos provar que Deus veio e para que o seu temor, sempre presente aos vossos olhos, vos preserve de pecar?. 21 E o povo conservou-se à distância, enquanto Moisés se aproximava da nuvem onde se encontrava Deus. 22 O Senhor disse a Moisés: ?Eis o que dirás aos israelitas: vistes que vos falei dos céus. 23 Não fareis deuses de prata, nem deuses de ouro para pôr ao meu lado. 24 Tu me levantarás um altar de terra, sobre o qual oferecerás teus holocaustos e teus sacrifícios pacíficos, tuas ovelhas e teus bois. Em todo lugar onde eu fizer recordar o meu nome, virei a ti para te abençoar. 

Sequência do Santo Evangelho 

São Mateus 15,1-20
1 Alguns fariseus e escribas de Jerusalém vieram um dia ter com Jesus e lhe disseram: 2 Por que transgridem teus discípulos a tradição dos antigos? Nem mesmo lavam as mãos antes de comer. 3 Jesus respondeu-lhes: E vós, por que violais os preceitos de Deus, por causa de vossa tradição? 4 Deus disse: Honra teu pai e tua mãe; aquele que amaldiçoar seu pai ou sua mãe será castigado de morte (Ex 20,12; 21,17). 5 Mas vós dizeis: Aquele que disser a seu pai ou a sua mãe: aquilo com que eu vos poderia assistir, já ofereci a Deus, 6 esse já não é obrigado a socorrer de outro modo a seus pais. Assim, por causa de vossa tradição, anulais a palavra de Deus. 7 Hipócritas! É bem de vós que fala o profeta Isaías: 8 Este povo somente me honra com os lábios; seu coração, porém, está longe de mim. 9 Vão é o culto que me prestam, porque ensinam preceitos que só vêm dos homens (Is 29,13). 10 Depois, reuniu os assistentes e disse-lhes: 11 Ouvi e compreendei. Não é aquilo que entra pela boca que mancha o homem, mas aquilo que sai dele. Eis o que mancha o homem. 12 Então se aproximaram dele seus discípulos e disseram-lhe: Sabes que os fariseus se escandalizaram com as palavras que ouviram? 13 Jesus respondeu: Toda planta que meu Pai celeste não plantou será arrancada pela raiz. 14 Deixai-os. São cegos e guias de cegos. Ora, se um cego conduz a outro, tombarão ambos na mesma vala. 15 Tomando então a palavra, Pedro disse: Explica-nos esta parábola. 16 Jesus respondeu: Sois também vós de tão pouca compreensão? 17 Não compreendeis que tudo o que entra pela boca vai ao ventre e depois é lançado num lugar secreto? 18 Ao contrário, aquilo que sai da boca provém do coração, e é isso o que mancha o homem. 19 Porque é do coração que provêm os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as impurezas, os furtos, os falsos testemunhos, as calúnias. 20 Eis o que mancha o homem. Comer, porém, sem ter lavado as mãos, isso não mancha o homem.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.

22 de março dia de Santa Léia, Viúva.



   Uma rica romana que quando ficou viúva, ainda jovem, recusou um novo casamento, como era o costume da época, para se juntar à Marcela, abadessa de uma comunidade, criada em sua própria residência em Aventino, Roma. O local, depois se tornou um dos mosteiros fundados e dirigidos por Jerônimo, que se tornou santo, doutor da Igreja e bispo de Hipona, na África do Norte, e que viveu também nesse período, na cidade eterna. .
  Santa Léia recusara ninguém menos que Vécio Agorio Pretestato, cônsul romano designado prefeito da Urbe, que lhe proporcionaria uma vida ainda mais luxuosa, pelo prestigio e privilégios que envolviam aquele cargo. Teria uma vila inteira como moradia e incontáveis criados para atendê-la. Entretanto, Léia preferiu viver numa cela pequena, fria e escura, com simplicidade e dedicada à oração, à caridade e à penitência. .
  A jovem abandonou os finos vestidos para usar uma roupa tosca de saco rude e fazia questão de realizar as tarefas mais humildes, assumindo uma atitude de escrava para as outras religiosas. Passava noites inteiras em oração e quando fazia obras beneméritas, o fazia escondido, para não chamar a atenção de ninguém e não receber nenhuma recompensa ou reconhecimento pelos seus atos. Por isso, Léia foi eleita Madre superiora, trabalho que exerceu durante o resto de seus dias com alegria, tranqüilidade e a mesma humildade.
  Esses poucos dados sobre Léia estão contidos numa carta escrita pelo bispo Jerônimo, quando soube da sua morte, em 384. Curiosamente, ela morreu em Roma, no mesmo ano em que faleceu Vécio, o consul, rejeitado por ela. .
  Na ocasião dessas mortes, Jerônimo já havia se retirado de Roma para viver solitariamente perto de Belém, depois de ter sido caluniado. Retirou-se para um mosteiro e continuou dirigindo o que havia fundado, na residência romana. Na carta, que ele enviou à essas religiosas, fez um paralelo entre as duas mortes, mostrando que antes o riquíssimo cônsul usava as mais finas vestes púrpuras e agora estava envolto em escuridão, enquanto, Léia, antes vestida de rude roupa de saco, agora vivia na luz e na glória, por ter percorrido o caminho da santidade. .
  Logo foi venerada pelo povo que trazia Santa Léia, no coração e na memória. Até porque era difícil compreender, mesmo depois de passado tanto tempo, a troca que fizera do posto de primeira dama romana pela de abnegação de monja. Contudo, foi assim que Santa Léia escolheu viver, na entrega total ao Senhor ela encontrou a maneira de alcançar seu lugar ao lado de Deus na eternidade.
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
Façam penitência.

terça-feira, 21 de março de 2017

Terça-feira da Terceira Semana da Quaresma

21/03 Terceira Semana da Quaresma
Festa de Terceira Classe
Paramentos Roxos
Leitura da Epístola do livro do profeta

II Reis 4, 1-7
A mulher de um dos filhos dos profetas clamou a Eliseu, dizendo: Meu marido, teu servo, morreu, e sabes que ele temia o Senhor. Ora, eis que veio o credor tomar os meus dois filhos para fazê-los seus escravos. 2 Eliseu disse-lhe: Que posso eu fazer por ti? Dize-me: que tens em tua casa? Ela respondeu: Tua serva só tem em sua casa uma garrafa de óleo. Vai, replicou Eliseu, pede emprestadas às tuas vizinhas ânforas vazias em grande quantidade. Depois entra, fecha a porta atrás de ti e de teus filhos, e enche com o óleo estas ânforas, pondo-as de lado à medida que estiverem cheias! 5 Partiu a mulher e fechou a porta atrás de si e de seus filhos. Estes traziam-lhe as ânforas e ela as enchia. 6 Tendo enchido as ânforas, disse ela ao seu filho: Dá-me mais uma ânfora. Não há mais, respondeu ele. E o óleo cessou de correr. 7 A mulher foi e contou tudo ao homem de Deus. Este disse-lhe: Vai e vende esse óleo para pagar a tua dívida. Depois disso, tu e teus filhos vivereis do resto.


Sequência do Santo Evangelho 

São Mateus, 18,15-22
15 Se teu irmão tiver pecado contra ti, vai e repreende-o entre ti e ele somente; se te ouvir, terás ganho teu irmão. 16 Se não te escutar, toma contigo uma ou duas pessoas, a fim de que toda a questão se resolva pela decisão de duas ou três testemunhas. 17 Se recusa ouvi-los, dize-o à Igreja. E se recusar ouvir também a Igreja, seja ele para ti como um pagão e um publicano. 18 Em verdade vos digo: tudo o que ligardes sobre a terra será ligado no céu, e tudo o que desligardes sobre a terra será também desligado no céu. 19 Digo-vos ainda isto: se dois de vós se unirem sobre a terra para pedir, seja o que for, consegui-lo-ão de meu Pai que está nos céus. 20 Porque onde dois ou três estão reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles. 21 Então Pedro se aproximou dele e disse: Senhor, quantas vezes devo perdoar a meu irmão, quando ele pecar contra mim? Até sete vezes? 22 Respondeu Jesus: Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.

21de março dia de São Bento, Abade.


  A vida de Bento nos foram transmitidas pelo seu biógrafo e contemporâneo, papa são Gregório Magno. No livro que enaltece o seu exemplo de santidade de vida, ele não registrou as datas de nascimento e morte. Assim, apenas recebemos da tradição cristã o relato de que Bento viveu entre os anos de 480 e 547.
  Bento nasceu na cidade de Nórcia, província de Perugia, na Itália. Pertencia à influente e nobre família Anícia e tinha uma irmã gêmea chamada Escolástica, também fundadora e santa da Igreja. Era ainda muito jovem quando foi enviado a Roma para aprender retórica e filosofia. No entanto, decepcionado com a vida mundana e superficial da cidade eterna, retirou-se para Enfide, hoje chamada de Affile. Levando uma vida ascética e reclusa, passou a se dedicar ao estudo da Bíblia e do cristianismo.
  Ainda não satisfeito, aos vinte anos isolou-se numa gruta do monte Subiaco, sob orientação espiritual de um velho monge da região chamado Romano. Assim viveu por três anos, na oração e na penitência, estudando muito. Depois, agregou-se aos monges de Vicovaro, que logo o elegeram seu prior. Mas a disciplina exigida por Bento era tão rígida, que esses monges indolentes tentaram envenená-lo. Segundo seu biógrafo, ele teria escapado porque, ao benzer o cálice que lhe fora oferecido, o mesmo se partiu em pedaços.
  Bento abandonou, então, o convento e, na companhia de mais alguns jovens, entre eles Plácido e Mauro, emigrou para Nápoles. Lá, no sopé do monte Cassino, onde antes fora um templo pagão, construiu o seu primeiro mosteiro. 
  Era fechado dos quatro lados como uma fortaleza e aberto no alto como uma grande vasilha que recebia a luz do céu. O símbolo e emblema que escolheu foram a cruz e o arado, que passaram a ser o exemplo da vida católica dali em diante.
  As regras rígidas não poderiam ser mais simples: "Ora e trabalha". Acrescentando-se a esse lema "leia", pois, para Bento, a leitura devia ter um espaço especial na vida do monge, principalmente a das Sagradas Escrituras. Desse modo, estabelecia-se o ritmo da vida monástica: o justo equilíbrio, do corpo, da alma e do espírito, para manter o ser humano em comunhão com Deus. Ainda, registrou que o monge deve ser "não soberbo, não violento, não comilão, não dorminhoco, não preguiçoso, não detrator, não murmurador".
  A oração e o trabalho seriam o caminho para edificar espiritual e materialmente a nova sociedade sobre as ruínas do Império Romano que acabara definitivamente. Nesse período, tão crítico para o continente europeu, este monge tão simples, e por isto tão inspirado, propôs um novo modelo de homem: aquele que vive em completa união com Deus, através do seu próprio trabalho, fabricando os próprios instrumentos para lavrar a terra. A partir de Bento, criou-se uma rede monástica, que possibilitou o renascimento da Europa.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
Façam penitência.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Comentários Eleison - por Dom Williamson Número DV (505) - (19 de março de 2017):

 


As mais fortes tempestades se acalmam quando Deus manda.
Os piores homens não podem causar danos quando Deus guarda.

            Outro jovem me escreveu sobre o problema de viver como um católico no mundo que atualmente nos rodeia. Mas que católico consegue não ter problemas nesse mundo de hoje? Suas perguntas sobre o mundo e a Igreja estão em itálico, às quais seguem alguns conselhos do autor destes Comentários:          

            É mais e mais difícil para eu viver uma vida de acordo com a Fé católica. Com relação ao mundo, tão logo eu passe a ganhar minha própria vida, deveria pensar em me mudar para outro país, como por exemplo, a França, a fim de buscar lá os meios para fundar uma família cristã (por exemplo, esposa, sacerdotes católicos que defendam a Tradição, etc.)? Quanto à Missa, a Missa Tradicional mais próxima de minha cidade está em B., onde há uma capela da Neofraternidade e outra capela que depende da Neoigreja. O que Sua Excelência me recomendaria fazer? Não conheço nenhum sacerdote da Resistência em meu país, nem mesmo de muitos católicos verdadeiros – que correspondam ao modo como entendo isto.

A respeito do mundo, eu não recomendaria que você se mudasse para qualquer outro país. É muito provável que encontrasse lá os mesmos problemas, e teria cortado suas raízes nativas em seu próprio país. Você pode pensar que essas raízes em uma cidade moderna não valem muito, mas elas estão melhores do que nada. “Mais vale um pássaro na mão do que dois voando”. Você arriscaria pular “de a panela para a frigideira”, em vez de pular da panela para a mesa da cozinha. A Providência pôs você na cidade onde tem agora sua família e seus amigos. As soluções hoje são bem mais internas do que externas, sobretudo quando a Guerra Mundial pode começar em pouco tempo (todo o Sistema americano está contra Trump, e quer guerra!).

            O mesmo em relação à frequência na Missa. A “outra capela” que você menciona já foi melhor do que é hoje. De modo semelhante à FSSPX, como você sabe. A apostasia hoje está em toda parte. Eu não tomaria decisões geográficas. Você poderia juntar-se um dia ao sacerdote que parece melhor, e pouco depois ele enlouqueceria também. Isto tem acontecido frequentemente na Igreja atualmente. A solução deve ser mais interna do que externa.

            No que concerne à solução interna, como você lê os “Comentários Eleison”, então sabe como frequente e repetidamente eu recomendo que se reze todos os quinze Mistérios do Rosário diariamente. Bons livros (e boa música) também ajudam consideravelmente a nutrir e a proteger a mente e o coração. Leia os que realmente lhe interessam, porque você aproveitará esses livros bem mais do que aqueles que ler somente por dever. Deus Todo-Poderoso vê da eternidade em que desastre o mundo moderno se meteu. Ele vê também da eternidade que ainda há almas hoje que querem ir para o Céu. É imaginável que nas grandes cidades infernais atuais Ele deixaria essas almas sem nenhum recurso enquanto elas querem permanecer no caminho para o Céu?

            No entanto, Ele previu que todo o exterior cairia sob o controle de Seus inimigos: chamadas telefônicas, e-mails, drones, universidades, política, lei, medicina, etc., etc. Eis porque eu acho que o que Ele quer dizer ao permitir tal poder aos Seus inimigos é conduzir-nos de volta para Ele e para uma verdadeira prática de Sua santa religião apesar do pior que os Papas e sacerdotes possam fazer. Portanto, em minha opinião, contente-se em assistir à Missa Tridentina menos contaminada que houver em qualquer lugar perto de você, faça regularmente a Confissão com qualquer sacerdote que ainda esteja disposto a escutar Confissões e que não diga a você que um pecado não é um pecado, e encontre um modo de rezar todos os dias os quinze Mistérios do Rosário. E então “mantenha sua alma paciente” e silenciosamente peça a Deus que mostre a você o caminho para o Céu, e que intervenha aqui embaixo antes que tudo esteja perdido. Apesar de todas as aparências, Ele continua em perfeito controle.

Kyrie eleison.
 
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.

19 de março dia do Glorioso São José!Transferido para hoje.

20/03 Segunda-feira
Festa de Primeira Classe
Paramentos Brancos



São José, Esposo Castíssimo da Santíssima Virgem
e Padroeiro da Santa Igreja Universal

  Hoje a Santa Igreja espalhada pelo mundo todo, celebra solenemente a santidade de vida do seu Patrono, São José, por isso reza com ardor na Liturgia:

"Celebre a José a corte celeste, prossiga o louvor o povo cristão: só ele merece à Virgem se unir em casta união".

  São José, que venerado de modo especial neste dia, é um dos santos mais conhecidos no cristianismo, tanto assim que inspirou o nome a dezenas de santos da Igreja e também a outros cristãos, que neste dia comemoram seu onomástico (festa pelo mesmo nome do santo do dia).
  O nome José, em hebraico, significa: "Deus cumula de bens" e, sem dúvida, este conhecido carpinteiro de Nazaré, foi acumulado de bens ao não recusar sua missão de esposo da Virgem Maria e pai adotivo de Nosso Senhor Jesus Cristo:
  "Ao despertar, José fez o que o Anjo do Senhor lhe prescrevera: acolheu em sua casa a sua esposa". (Mt 1,24)
  Santo Tomás de Aquino diz que é teologicamente certo que o matrimônio entre São José e a Virgem Maria foi verdadeiro e perfeito quanto à essência ou primeira perfeição, mas não quanto ao uso do mesmo, pois não coabitaram. E que São José guardou perfeita virgindade durante toda sua vida, pois tanto ele quanto a Virgem Imaculada mantiveram o voto de virgindade, condicionado antes do matrimônio, e absoluto depois.
  O Doutor Angélico afirma assim que São José fez voto de virgindade. Acrescenta ele que a Bem-aventurada Virgem, antes de unir-se a José, deveria ter sido cientificada por divina revelação de que José tinha o mesmo propósito. E que, portanto, não se expunha a perigos, casando-se. Pelo que não só Maria, mas também José, estavam dispostos, em seu interior, a guardar virgindade. E deveriam ter feito mesmo um voto. Isso porque as obras de perfeição são mais louváveis se se cumprem sob voto.

São José, valei-nos!

São José é o padroeiro da Santa Igreja Universal, o advogado dos lares cristãos e o modelo dos operários. Assim como Abraão e os patriarcas, São José aguardava ansiosamente o cumprimento das promessas de Deus, entretanto, realiza suas promessas provando-o na fé. Com efeito, São José está comprometido com Maria, que fica grávida de um filho que não é dele. Não entende o que se passa. Vacila. Fica confuso e agoniado, mas acolhe a Palavra que lhe ordena tomar Maria como esposa e acolher o Menino que vai nascer. O próprio nascimento de Jesus não pôde ser programado. O Menino nasce em um estábulo, em meio a animais, à margem da sociedade. Os que vêm prestar-lhe culto é gente estranha, moradores fora das fronteiras de seu país. Não bastasse isso, Jesus é ameaçado de morte. José é obrigado a deixar a terra natal e fugir para o Egito. No Egito, luta arduamente para sobreviver numa terra estrangeira na clandestinidade. Aguarda o momento do regresso, quando a vida de Jesus não mais estiver ameaçada. Todavia, a vida do Messias estará sempre ameaçada durante todos os seus dias, até sua morte, e continua ameaçada ainda hoje, nas pessoas daqueles que lutam pela implantação do Reino na face da terra.
  Príncipe da Casa Real de Davi e ao mesmo tempo humilde carpinteiro, é difícil se poder avaliar a grandeza de sua missão. É considerado o Patrono da Boa Morte porque morreu assistido pela Santíssima Virgem, sua Esposa, e pelo próprio Homem-Deus, de quem era pai adotivo. Foi também declarado por Bento XV, ao cumprir-se meio século da proclamação de São José como patrono da Santa Igreja Universal, em seu motu proprio Bonum sane, record. 


Leitura da Epístola

Eclesiástico 45,1-6

1.Moisés foi amado por Deus e pelos homens: sua memória é abençoada.2.O Senhor deu-lhe uma glória semelhante à dos santos; tornou-se poderoso e temido por seus inimigos. 3.Glorificou-o na presença dos reis, prescreveu-lhe suas ordens diante do seu povo, e mostrou-lhe a sua glória. 4.Santificou-o pela sua fé e mansidão, escolheu-o entre todos os homens. 5.Pois (Deus) atendeu-o, ouviu sua voz e o introduziu na nuvem. 6.Deu-lhe seus preceitos perante (seu povo) e a lei da vida e da ciência, para ensinar a Jacó sua aliança e a Israel seus decretos.

Sequência do Santo Evangelho

São Mateus 1, 18-21

18.Eis como nasceu Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, aconteceu que ela concebeu por virtude do Espírito Santo. 19.José, seu esposo, que era homem de bem, não querendo difamá-la, resolveu rejeitá-la secretamente. 20.Enquanto assim pensava, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos e lhe disse: José, filho de Davi, não temas receber Maria por esposa, pois o que nela foi concebido vem do Espírito Santo. 21.Ela dará à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo de seus pecados.
 
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
Façam penitência.

20 de março dia de Santa Fotina, Samaritana Mártir


   Relato da Sagrada Tradição a mulher samaritana poço de Jacó em Siquém (João 4:5-42) se chamava Fotina ou também conhecida por Svetlana, nascida na Samaria em época desconhecida, morreu em Roma no ano 66, como mártir da Santa Igreja. Na sequência dos acontecimentos junto a Fonte de Jacó, sabemos que Fotina regressou à sua aldeia, e muitos passaram a acreditar em Jesus com o seu testemunho. A vida de Fotina após o sublime encontro com Nosso Senhor Jesus Cristo converte-se é de um grande amor por Ele, superando o medo constante, apesar da perseguição, num tempo de eventuais práticas de tortura e morte. Ela é muito venerada nas tradições orientais reconhecida pelo Martirológio Romano. Após seu encontro com o Jesus Cristo, Fotina e seu filho, provavelmente, foram morar em Cartago, onde pregou o Evangelho a todos que quisessem ouvir. Seu filho mais velho, São Vitor, um soldado, tinha demonstrado sua coragem na batalha, e, portanto, recompensados ​​com uma estação de destaque na cidade de Atália. Após uma conversa com o administrador da cidade, durante o qual Vitor foi incentivado a renunciar sua fé e avisar sua mãe e irmãs para não pregar o Evangelho, o administrador da cidade ficou mudo e cego por três dias. Ao recuperar os sentidos, e vendo Vitor ainda com ele, o administrador se converteu ao cristianismo, junto com seus servos. Notícias desta conversão milagrosa finalmente chegou o imperador Nero, um perseguidor ativo e sádico dos cristãos, que ordenou que fossem trazidos a Roma para julgamento. Marcada a audiência do julgamento, Santa Fotina e suas irmãs, e vários outros crentes, viajaram para Roma para participar com outros confessores dos exercícios de provação. O julgamento foi curto, e a tortura começou quase imediatamente após os acusados se recusarem a renunciar sua crença em Cristo. Cada um dos mártires tinha seus pulsos esmagados em uma bigorna, mas relataram sentir nenhuma dor. Mas o de Photina, porém, foi milagrosamente incapaz de ser esmagado. Os homens foram jogados na prisão, onde continuaram a pregar para todos que quisessem ouvir, a prisão logo se transformou em um lugar radiante de luz e com doce odor. As mulheres eram confinadas ao serviço da filha do imperador, que rapidamente se converteu à fé através dos seus testemunhos, assim como seus servos.
 Incomodado e com raiva, Nero ordenou que os mártires fossem executados. Os homens foram crucificados de cabeça para baixo depois serem espancados por três dias, ainda assim se recusavam a morrer. Eles, então, tiveram as pernas cortadas abaixo dos joelhos, os seus membros jogados aos cães, e foram espancados até expirar. As mulheres foram mutiladas, amarradas a duas árvores e após a libertação foram divididas ao meio. Santa Fotina foi jogada em um poço. Após 20 dias de congelamento na água, sem comida, sem dormir, ela foi chamada perante o imperador. Novamente, ela foi convidada a renunciar à sua fé, mas respondeu: "Voçê se encontra entre os ímpios, cego, perdido, homem louco! Você pode pensar, por ser tão estúpido que é; que eu concordaria em renunciar a Cristo, meu Senhor e oferecer sacrifícios aos ídolos tão cegos como você? " Sem hesitar, o Nero ordenou que fosse jogada de volta ao poço, onde adormeceu em paz com o Senhor. Fotina, tão comovida pelo Senhor, tão sedenta da água da Vida, deu tudo que tinha para espalhar o Evangelho aos outros. Tão cheia de amor e caridade que ela estava, ela escolheu dar sua vida para que outros pudessem ouvir as palavras de Cristo e passaram a acreditar. É certamente um desafio em nossas vidas para viver a nossa fé abertamente, testemunhar para aqueles que encontramos, não por causa de ameaças de morte na maioria dos casos, mas por causa do julgamento e da hostilidade exibida por muitos no mundo. A questão é, será que devemos deixar que nos impeçam? O amor de Nosso Senhor Cristo nos impele a chamar outras pessoas para Ele, para que também eles possam ser salvos. Como, através de nossas vidas, palavras e comportamentos, estamos servindo como testemunha para a glória e redenção de Jesus Cristo? Oramos para que neste tempo de crise possamos viver a nossa fé corajosamente, para que todos possam ver e crer!
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
Façam penitência.

domingo, 19 de março de 2017

Terceiro Domingo da Quaresma.

19/03 Terceiro Domingo da Quaresma
Festa de Primeira Classe
Paramentos Roxos



Leitura da Epístola de São Paulo

Efésios 5,1-9

1. Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos muito amados.2. Progredi na caridade, segundo o exemplo de Cristo, que nos amou e por nós se entregou a Deus como oferenda e sacrifício de agradável odor.3. Quanto à fornicação, à impureza, sob qualquer forma, ou à avareza, que disto nem se faça menção entre vós, como convém a santos.4. Nada de obscenidades, de conversas tolas ou levianas, porque tais coisas não convêm; em vez disto, ações de graças.5. Porque sabei-o bem: nenhum dissoluto, ou impuro, ou avarento - verdadeiros idólatras! - terá herança no Reino de Cristo e de Deus.6. E ninguém vos seduza com vãos discursos. Estes são os pecados que atraem a ira de Deus sobre os rebeldes.7. Não vos comprometais com eles.8. Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor: comportai-vos como verdadeiras luzes.9. Ora, o fruto da luz é bondade, justiça e verdade.

Sequência do Santo Evangelho 

São Lucas 11,14-28

14. Jesus expelia um demônio que era mudo. Tendo o demônio saído, o mudo pôs-se a falar e a multidão ficou admirada.15. Mas alguns deles disseram: Ele expele os demônios por Beelzebul, príncipe dos demônios.16. E para pô-lo à prova, outros lhe pediam um sinal do céu.17. Penetrando nos seus pensamentos, disse-lhes Jesus: Todo o reino dividido contra si mesmo será destruído e seus edifícios cairão uns sobre os outros.18. Se, pois, Satanás está dividido contra si mesmo, como subsistirá o seu reino? Pois dizeis que expulso os demônios por Beelzebul.19. Ora, se é por Beelzebul que expulso os demônios, por quem o expulsam vossos filhos? Por isso, eles mesmos serão os vossos juízes!20. Mas se expulso os demônios pelo dedo de Deus, certamente é chegado a vós o Reino de Deus.21. Quando um homem forte guarda armado a sua casa, estão em segurança os bens que possui.22. Mas se sobrevier outro mais forte do que ele e o vencer, este lhe tirará todas as armas em que confiava, e repartirá os seus despojos.23. Quem não está comigo, está contra mim; quem não recolhe comigo, espalha.24. Quando um espírito imundo sai do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso; não o achando, diz: Voltarei à minha casa, donde saí.25. Chegando, acha-a varrida e adornada.26. Vai então e toma consigo outros sete espíritos piores do que ele e entram e estabelecem-se ali. E a última condição desse homem vem a ser pior do que a primeira.27. Enquanto ele assim falava, uma mulher levantou a voz do meio do povo e lhe disse: Bem-aventurado o ventre que te trouxe, e os peitos que te amamentaram!28. Mas Jesus replicou: Antes bem-aventurados aqueles que ouvem a palavra de Deus e a observam!

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.

sábado, 18 de março de 2017

Sábado da 2ª Semana da Quaresma

18/03 Sábado 
Festa de Terceira Classe
Paramentos Roxos

Leitura da Epístola do livro 

Gênesis 27,6-40 
 Rebeca disse a Jacó, seu filho: ?Acabo de ouvir teu pai dizer ao teu irmão Esaú para que lhe traga uma caça 7 e lhe prepare um bom prato, a fim de comer e o abençoar diante do Senhor antes de morrer. 8 Ouve-me, pois, meu filho, e faze o que te vou dizer. 9 Vai ao rebanho e traze-me dois belos cabritos. Prepararei com eles um prato suculento para o teu pai, como ele gosta, 10 tu lho levarás e ele comerá, a fim de que te abençoe antes de morrer.? 11 ?Mas, respondeu Jacó à sua mãe, Esaú, meu irmão, é peludo, enquanto eu sou de pele lisa. 12 Se meu pai me tocar, passarei aos seus olhos por um embusteiro e atrairei sobre mim uma maldição em lugar de bênção.? 13 ?Tomo sobre mim esta maldição, meu filho, disse sua mãe. Ouve-me somente, e vai buscar o que te digo.? 14 Jacó foi e trouxe os dois cabritos, com os quais sua mãe preparou um prato suculento, como seu pai gostava. 15 Escolheu as mais belas vestes de Esaú, seu filho primogênito, que tinha em casa, e revestiu com elas Jacó, seu filho mais novo. 16 Cobriu depois suas mãos, assim como a parte lisa do pescoço, com a pele dos cabritos, 17 e pôs-lhe nas mãos o prato suculento e o pão que tinha preparado. 18 Jacó foi para junto do seu pai e disse-lhe: ?Meu pai!??Eis-me aqui! Quem és, meu filho?? 19 Jacó respondeu: ?Eu sou Esaú, teu primogênito; fiz o que me pediste. Levanta-te, assenta-te e come de minha caça, a fim de que tua alma me abençoe.? 20 ?Como encontraste caça tão depressa, meu filho?? ?É que o Senhor, teu Deus, fez que ela se apresentasse diante de mim.? 21 ?Aproxima-te, então, meu filho, para que eu te apalpe e veja se, de fato, és o meu filho Esaú.? 22 Jacó aproximou-se de Isaac, seu pai, que o apalpou e disse: ?A voz é a voz de Jacó, mas as mãos são as mãos de Esaú.? 23 E não o reconheceu, porque suas mãos estavam peludas como as do seu irmão Esaú. E abençoou-o. 24 ?Tu és bem o meu filho Esaú?? Disse-lhe ele: ?Sim.? 25 ?(Então) serve-me, para que eu coma de tua caça, meu filho, e minha alma te abençoe.? Jacó serviu-lhe e ele comeu; e trouxe-lhe também vinho, do qual ele bebeu. 26 Então Isaac, seu pai, disse-lhe: ?Aproxima-te, meu filho, e beija-me.? 27 E, aproximando-se Jacó para lhe dar um beijo, Isaac sentiu o perfume de suas vestes, e o abençoou nestes termos. ?Sim. o odor de meu filho é como o odor de um campo que o Senhor abençoou. 28 Deus te dê o orvalho do céu e a gordura da terra, uma abundância de trigo e de vinho! 29 Sirvam-te os povos e prostrem-se as nações diante de ti! Sê o senhor dos teus irmãos, e curvem-se diante de ti os filhos de tua mãe! Maldito seja quem te amaldiçoar e bendito quem te abençoar!? 30 Apenas Isaac acabara de abençoar Jacó, e este saíra de junto do seu pai, chegou Esaú da caça. 31 Preparou também ele um prato suculento e trouxe-o ao seu pai, dizendo: ?Levanta-te, meu pai, e come da caça do teu filho, a fim de que tua alma me abençoe.? 32 ?Quem és tu??, perguntou-lhe seu pai Isaac. ?Eu sou o teu filho primogênito Esaú.? 33 Então Isaac, tomado de emoção violenta, exclamou: ?Quem é, pois, aquele que foi à caça e me trouxe o prato que eu comi antes que tu voltasses? Eu o abençoei, e ele será bendito.? 34 Ouvindo estas palavras de seu pai, Esaú soltou um grito cheio de amargura, e disse-lhe: ?Abençoa-me também a mim, meu pai!? 35 ?Teu irmão, respondeu-lhe Isaac, veio, fraudulentamente, tomar a tua bênção.? 36 Esaú disse então: ?Será porque ele se chama Jacó que me suplantou já duas vezes? Tirou-me meu direito de primogenitura, e eis que agora me rouba minha bênção!? E ajuntou: ?Não reservaste, porventura, uma bênção também para mim?? 37 Isaac respondeu-lhe: ?Eu o constituí teu senhor, e dei-lhe todos os seus irmãos por servos e o estabeleci na posse do trigo do vinho. Que posso ainda fazer por ti, meu filho?? 38 Esaú disse ao seu pai: ?Então só tens uma bênção, meu pai? Abençoa-me também a mim, meu pai!? E pôs-se a chorar. 39 Isaac tomou a palavra: ?Eis, disse ele, que a tua habitação será desprovida da gordura da terra e do orvalho que desce dos céus. 40 Viverás de tua espada, servindo o teu irmão, mas, se te libertares, quebrarás o seu jugo de cima do teu pescoço. 

Sequência do Santo Evangelho 

São Lucas 15,11-32 
11 Disse também: Um homem tinha dois filhos. 12 O mais moço disse a seu pai: Meu pai, dá-me a parte da herança que me toca. O pai então repartiu entre eles os haveres. 13 Poucos dias depois, ajuntando tudo o que lhe pertencia, partiu o filho mais moço para um país muito distante, e lá dissipou a sua fortuna, vivendo dissolutamente. 14 Depois de ter esbanjado tudo, sobreveio àquela região uma grande fome e ele começou a passar penúria. 15 Foi pôr-se ao serviço de um dos habitantes daquela região, que o mandou para os seus campos guardar os porcos. 16 Desejava ele fartar-se das vagens que os porcos comiam, mas ninguém lhas dava. 17 Entrou então em si e refletiu: Quantos empregados há na casa de meu pai que têm pão em abundância... e eu, aqui, estou a morrer de fome! 18 Levantar-me-ei e irei a meu pai, e dir-lhe-ei: Meu pai, pequei contra o céu e contra ti; 19 já não sou digno de ser chamado teu filho. Trata-me como a um dos teus empregados. 20 Levantou-se, pois, e foi ter com seu pai. Estava ainda longe, quando seu pai o viu e, movido de compaixão, correu-lhe ao encontro, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. 21 O filho lhe disse, então: Meu pai, pequei contra o céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado teu filho. 22 Mas o pai falou aos servos: Trazei-me depressa a melhor veste e vesti-lha, e ponde-lhe um anel no dedo e calçado nos pés. 23 Trazei também um novilho gordo e matai-o; comamos e façamos uma festa. 24 Este meu filho estava morto, e reviveu; tinha se perdido, e foi achado. E começaram a festa. 25 O filho mais velho estava no campo. Ao voltar e aproximar-se da casa, ouviu a música e as danças. 26 Chamou um servo e perguntou-lhe o que havia. 27 Ele lhe explicou: Voltou teu irmão. E teu pai mandou matar um novilho gordo, porque o reencontrou são e salvo. 28 Encolerizou-se ele e não queria entrar, mas seu pai saiu e insistiu com ele. 29 Ele, então, respondeu ao pai: Há tantos anos que te sirvo, sem jamais transgredir ordem alguma tua, e nunca me deste um cabrito para festejar com os meus amigos. 30 E agora, que voltou este teu filho, que gastou os teus bens com as meretrizes, logo lhe mandaste matar um novilho gordo! 31 Explicou-lhe o pai: Filho, tu estás sempre comigo, e tudo o que é meu é teu. 32 Convinha, porém, fazermos festa, pois este teu irmão estava morto, e reviveu; tinha se perdido, e foi achado.
 
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.

18 de março dia de São Cirilo, Confessor.

 

   Desde o início dos tempos cristãos a heresia se infiltrara na Igreja, mas, foi no século IV, que ocorreram as do arianismo e do nestorianismo causando profundas divisões.
   São Cirilo viveu nesse período em Jerusalém, perto de onde nascera em 315, de pais cristãos e bem situados financeiramente. Muito preparado, desde a infância, nas Sagradas Escrituras e nas matérias humanísticas, em 345, foi ordenado sacerdote.No ano de 348, foi consagrado, bispo de Jerusalém. Ocupou o cargo durante aproximadamente trinta e cinco anos, dezesseis dos quais passou no exílio, em três ocasiões diferentes. A primeira porque o bispo Acácio, de grande influência na Igreja, cuja obra foi citada por São Jerônimo, acusou Cirilo de heresia. A segunda por ordem do imperador Constâncio que entendeu ser Cirílo realmente um simpatizante dos hereges, mas em sua defesa atuaram os bispos, Atanásio e Hilário, ambos os Padres da Igreja assim como o próprio bispo Cirilo o é. A terceira foi a mais longa, porque o imperador Valente, este herege, decidiu mandar de volta ao exílio todos os bispos anistiados, fato que fez Cirilo peregrinar durante onze anos, por várias cidades da Ásia, até a morte do soberano, em 378. 
   O seu trabalho, entretanto resistiu a tudo e chegou até nossos dias e especialmente porque ele sabia ensinar o Evangelho, como poucos. Em sua cidade, logo que se tornou sacerdote e no início do episcopado era o responsável por preparar os catecúmenos, isto é, os adultos que se convertiam e iriam ser batizados. Foi nesse período que escreveu dezoito discursos catequéticos, um sermão, a carta ao imperador Constantino e outros pequenos fragmentos. Treze escritos eram dedicados à exposição geral da doutrina e cinco dedicados ao comentário dos ritos Sacramentais da iniciação cristã. Assim, seus escritos explicam detalhadamente os "como" e os "porquês" de cada oração, do batismo, da crisma, da penitência, dos sacramentos e dos mistérios do Cristianismo, ditos dogmas da Igreja. Cirilo também soube viver a religião na prática.Numa época de grande carestia, por exemplo, não hesitou em vender valiosos vasos litúrgicos e outras preciosidades eclesiásticas, para matar a fome dos pobres da cidade. 
  Ele morreu no ano 386. Desde o início de sua vida religiosa, Cirilo cujo caráter era afável e suave, sempre preferiu a catequese aos assuntos polêmicos, chegando quase a se comprometer com os arianos e semi-arianos. Porém, de maneira contundente aderiu à doutrina ortodoxa da Igreja no III Concílio ecumênico de Constantinopla, em 382, no qual ficou clara sua sempre fiel postura à Santa Sé e à Verdade de Cristo. Nessa oportunidade teve em seu favor a eloquência das vozes dos sinceros bispos e amigos, Atanásio e Hilário, que o chamaram "valente lutador para defender a Igreja dos hereges que negam as verdades de nossa religião".
   Sua canonização demorou porque, durante muito tempo, seu pensamento teológico foi considerado vacilante, como dizem os registros. Em 1882, o Papa Leão XIII, na solenidade em que instituiu sua veneração, honrou São Cirilo de Jerusalém, com os títulos de doutor da Igreja e príncipe dos catequistas católicos.
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
Façam penitência.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Sexta-feira da 2ª Semana da Quaresma

17/03 Sexta-feira 
Festa de Terceira Classe
Paramentos Roxos

Leitura da Epístola do livro do 

  Gênesis37,6-22 
6 ?Ouvi, disse-lhes ele, o sonho que tive: 7 estávamos ligando feixes no campo, e eis que o meu feixe se levantou e se pôs de pé, enquanto os vossos o cercavam e se prostravam diante dele.? 8 Seus irmãos disseram-lhe: ?Quererias, porventura, reinar sobre nós e tornar-te nosso senhor?? E odiaram-no ainda mais por causa de seus sonhos e de suas palavras. 9 José teve ainda outro sonho, que contou aos seus irmãos. ?Tive, disse ele, ainda um sonho: o sol, a lua e onze estrelas prostravam-se diante de mim.? 10 Ele contou isso ao seu pai e aos seus irmãos, mas foi repreendido por seu pai: ?Que significa, disse-lhe ele, este sonho que tiveste? Viremos, porventura, eu, tua mãe e teus irmãos, a nos prostrar por terra diante de ti?? 11 Seus irmãos ficaram, pois, com inveja dele, mas seu pai guardou a lembrança desse acontecimento. 12 Os irmãos de José foram apascentar os rebanhos de seu pai em Siquém. 13 Israel disse a José: ?Teus irmãos guardam os rebanhos em Siquém. Vem: vou mandar-te a eles.? ?Eis-me aqui?, respondeu José. 14 ?Vai, pois, ver se tudo corre bem a teus irmãos e ao rebanho, e traze-me notícias deles.? Enviou-o do vale de Hebron, e José foi a Siquém. 15 Um homem encontrou-o errando pelo campo: ?Que buscas?? perguntou ele. 16 ?Busco meus irmãos, respondeu ele. Dize-me onde apascentam os rebanhos.? 17 E o homem respondeu: ?Partiram daqui e ouvi-os dizer: Vamos a Dotain.? Partiu então José em busca dos seus irmãos e encontrou-os em Dotain. 18 Eles o viram de longe. Antes que José se aproximasse, combinaram entre si como o haveriam de matar; 19 e disseram: ?Eis o sonhador que chega. 20 Vamos, matemo-lo e atiremo-lo numa cisterna; diremos depois que uma fera o devorou; e então veremos de que lhe aproveitaram os seus sonhos.? 21 Ouvindo-o, porém, Rubem, quis livra-lo de suas mãos: ?Não lhe tiremos a vida, disse ele. 22 Não derrameis sangue. Jogai-o naquela cisterna, no deserto, mas não levanteis vossa mão contra ele.? Pois Rubem pensava livrá-lo de suas mãos para o reconduzir ao pai. 

Sequência do Santo Evangelho 

São Mateus 21,33-46 
33 Ouvi outra parábola: havia um pai de família que plantou uma vinha. Cercou-a com uma sebe, cavou um lagar e edificou uma torre. E, tendo-a arrendado a lavradores, deixou o país. 34 Vindo o tempo da colheita, enviou seus servos aos lavradores para recolher o produto de sua vinha. 35 Mas os lavradores agarraram os servos, feriram um, mataram outro e apedrejaram o terceiro. 36 Enviou outros servos em maior número que os primeiros, e fizeram-lhes o mesmo. 37 Enfim, enviou seu próprio filho, dizendo: Hão de respeitar meu filho. 38 Os lavradores, porém, vendo o filho, disseram uns aos outros: Eis o herdeiro! Matemo-lo e teremos a sua herança! 39 Lançaram-lhe as mãos, conduziram-no para fora da vinha e o assassinaram. 40 Pois bem: quando voltar o senhor da vinha, que fará ele àqueles lavradores? 41 Responderam-lhe: Mandará matar sem piedade aqueles miseráveis e arrendará sua vinha a outros lavradores que lhe pagarão o produto em seu tempo. 42 Jesus acrescentou: Nunca lestes nas Escrituras: A pedra rejeitada pelos construtores tornou-se a pedra angular; isto é obra do Senhor, e é admirável aos nossos olhos (Sl 117,22)? 43 Por isso vos digo: ser-vos-á tirado o Reino de Deus, e será dado a um povo que produzirá os frutos dele. 44 [Aquele que tropeçar nesta pedra, far-se-á em pedaços; e aquele sobre quem ela cair será esmagado.] 45 Ouvindo isto, os príncipes dos sacerdotes e os fariseus compreenderam que era deles que Jesus falava. 46 E procuravam prendê-lo; mas temeram o povo, que o tinha por um profeta.

Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.

17 de março dia de São Patrício, Bispo e confessor.

 São Patrício, do seu livro autobiográfico "Confissão". São Patrício diz ter nascido numa vila de seu pai, situada na Inglaterra ou Escócia, no ano 377.   Era filho de Calpurnius, e neto de um padre e apesar de ter nascido cristão, só na adolescência passou a se dedicar à religião, e aos estudos.
Aos dezesseis anos, foi raptado por piratas irlandeses e vendido como escravo. Levado para a Irlanda foi obrigado a executar duros trabalhos em meio a um povo rude e pagão. Por duas vezes, Patrício tentou a fuga, até que na terceira vez conseguiu se libertar. Embarcou para a Grã-Bretanha e depois para as Gálias, atual França, onde freqüentou vários mosteiros e se habilitou para a vida monástica e missionária.
A princípio, acompanhou São Germano do mosteiro de Auxerre, numa missão apostólica na Grã-Bretanha. Mas seu destino parecia mesmo ligado à Irlanda, mesmo porque sua alma piedosa desejava evangelizar aquela nação pagã, que o escravizara. Quando faleceu o Bispo Paládio, responsável pela missão no país, o Papa Celestino I o convocou para dar segmento à missão. Foi consagrado bispo e viajou para a "Ilha Verde", no ano 432.
  Sua obra naquelas terras ficará eternamente gravada na História da Igreja Católica e da própria Humanidade, pois mudou o destino de todo um povo. Em quase três décadas, o bispo Patrício converteu praticamente todo o país. Não contava com apoio político e muito menos usou de violência contra os pagãos. Com isso, não houve repressão também contra os cristãos. O próprio rei Leogário deu o exemplo maior, possibilitando a conversão de toda sua corte. O trabalho desse fantástico e singelo bispo foi tão eficiente que o catolicismo se enraizou na Irlanda, vendo nos anos seguintes florescer um grande número de Santos e evangelizadores missionários.
  O método de Patrício para conseguir tanta conversão foi a fundação de incontáveis mosteiros. Esse método foi imitado pela Igreja também na Inglaterra e na evangelização dos alemães do norte da Europa. Promovendo por toda parte a construção e povoação de mosteiros, o bispo Patrício fez da Ilha um centro de irradiação de fé e cultura. Dali, partiram centenas de monges missionários que peregrinaram por terras estrangeiras levando o Evangelho. Temos, como exemplo, a atuação dos célebres apóstolos Columbano, Galo, Willibrordo, Tarásio, Donato e tantos outros.
  A obra do bispo Patrício interferiu tanto na cultura dos irlandeses, que as lendas heróicas desse povo falam sempre de monges simples com suas aventuras, prodígios e graças, enquanto outras nações têm como protagonistas seus reis e suas façanhas bélicas.
  São Patrício morreu no dia 17 de março de 461, na cidade de Down, atualmente Downpatrick. Até hoje, no dia de sua festa os irlandeses fixam à roupa um trevo, cuja folha se divide em três, numa homenagem ao venerado São Patrício que o usava para exemplificar melhor o sentido do mistério da Santíssima Trindade: "um só Deus em três pessoas".
  A data de 17 de março há séculos marca a festa de São Patrício, a glória da Irlanda. Os irlandeses sempre sentiram um enorme orgulho de sua pátria, tanto, por ter ela nascido na chamada Ilha dos Santos, quanto, por ter sido convertida pelo venerado bispo. Só na Irlanda existem duzentos santuários erguidos em honra a São Patrício, seu padroeiro.
Viva Cristo Rei e Maria Rainha.
Rezem todos os dia Santo Rosário.
Façam penitência.